terça-feira, 19 de julho de 2011

Postado às 09:55 por Sarah Fuidio em    19 comentários
Yooo, minna!

Hoje vou falar sobre um assunto que creio que seja interessante para todos: terremoto.

Muitas pessoas querem presenciar e sentir como é ter o solo tremendo, e muitos não querem nem pensar nisso. Eu sou uma que se encaixa no segundo exemplo.

11 de março de 2011, quarto maior terremoto da história do mundo e maior terremoto do Japão. Estamos acostumados em acordar de madrugada com um terremoto ATÉ 4 GRAUS, mas passou disso, já assusta. Agora imagina. NOVE graus. O chão não treme, ele pula, te joga e esse movimento faz as coisas despencarem no chão. Não parece uma boa ideia presenciá-lo, né?

Pois então; lá estava eu sozinha no nono andar conversando com meu amigo pelo computador quando o prédio começou a balançar. Já que existem molas embaixo de cada construção justamente para que balance junto com o tremor e não desmorone, o prédio 'dança'. Ele faz movimentos circulares, parece que você está com tontura. Já que não foi tão forte, simplesmente ignorei, pois já estamos acostumados com os tremores. Esperei e comentei com ele: 'Tá tremeeeendo...', mas não parou. Terremotos normais sempre param depois de segundos, mas esse persistiu em continuar. Resolvi, então, ver a situação lá fora: vizinha gritando com três crianças no colo. Pensei em sair de casa, mas lembrei do aquecedor a gás ligado. Voltei correndo para desligar, e sai. Esqueci do casaco (estava MUITO frio) e voltei pra buscar. Esqueci do passaporte, voltei pra buscar. Esqueci da chave, e a peguei. O tremor ainda não havia parado, então já que não podemos usar o elevador nessas horas, desci correndo pela escada. Cheguei no térreo e o tremor ainda não tinha parado! No que fui ver no celular de quantos graus tinha sido o terremoto, me assustei pois estava marcado para 7.8. Depois eles corrigiram para 9, o maior da história do Japão.

Na TV, repórteres com capacete filmavam os locais afetados, mas em Fukushima, o estrago só tinha começado. O mapa do Japão piscava inteiro na costa em vermelho, avisando que o tsunami chegaria a qualquer momento. Chegou, levou carros, casas, vidas. A água corria com ferocidade e engolia tudo pela frente... e assim chegou na usina. Reatores das usinas nucleares pararam, o que ocasionou um vazamento enorme de radiação.

Os terremotos não paravam, era um atrás do outro. Estamos expostos a radiação? O Fuji entrará em erupção? O medo diário nos impedia de dormir e até mesmo de tomar banho, pois era tirar a roupa e começar a tremer.

Foi aí que fiquei desesperada. Chorava loucamente quando o chão tremia e queria sumir daqui. Via famílias desesperadas sem casa e família na TV, falta de comida e leite para bebês. Supermercados com pratileiras vazias e sem nenhuma - NENHUMA - garrafa de água para vender. Escolas que viraram abrigos fediam pois não tinham como tomar banho e os idosos não tinham fraldas para trocar.

Vi no noticiário uma senhora andando e observando o rio que tinha se formado depois de alguns dias do terremoto. Perguntaram o que ela estava procurando, e ela respondeu: 'Um carro.' Assustados, perguntaram: 'UM CARRO?' E ela, com um sorriso apagado do rosto, respondeu: 'Sim, meu marido está lá dentro.'
É possível ver isso e não chorar? Pra mim não!

Isso tudo passou para as pessoas que moram 'longe' de Miyagi, mas o pesadelo continua para quem mora lá, portanto, não brinquem ou façam comentários inúteis como MUITOS que vi no youtube: 'isso que dá não acreditar em Deus' 'Bem feito, povo ridículo' 'Se eu tivesse aí, estaria roubando todas as casas e ficaria rico'. Pode ser um assunto 'interessante' para quem está longe, mas não é nada legal para quem sentiu na pele :)


Tá aqui a entrevista que o jornal da cidade que eu morava no Brasil fez comigo.



Espero que tenham gostado do post, espero os comentários :D

@sahlongatto

19 comentários:

  1. Parabens Sah, muito bom post! ^^

    ResponderExcluir
  2. nossa Sarah D:
    aqui no Brasil, assim que começou a tremer, começou a divulgar na TV e de manhã aqui, a Globo fez uma reportagem completa sobre o que aconteceu ai, mas não é a mesma coisa que alguém que presenciou contar. Os lugares que foram destruídos pelo tsunami, eles ja estão sendo reconstruídos ? Você sabe alguma coisa sobre isso ? Numa reportagem que deu no Discovery Channel, disse que as cidades atingidas com mais impacto pelo tsunami, afundaram D: e que daqui a mais ou menos 30 anos, vai ter outro terremoto seguido de tsunami, igual ou pior que esse D: é realmente muito triste o resultado disso tudo. Pessoal aqui no Brasil ficou louco por que não conseguia falar com os parentes que estavam ae :\\

    ótimo post sarah!

    ResponderExcluir
  3. É, sentir na pele um terremoto pode até ser 'legal' como algumas pessoas dizem - confesso que até tenho vontade de sentir ao menos um -, mas sentir um de 9 não é nada bom, só lendo dá pra sentir como a sensação é extremamente ruim e que o desespero pode tomar conta da situação bem rápido. Lembro que quando vi o terremoto e a tsunami fiquei com um grande aperto, fiquei angustiado com todas aquelas cenas de destruição, era como se fosse meus amigos ou minha família, só sei que isso provou pra mim mesmo e não pra qualquer outra pessoa que eu amo o Japão. Enfim, sobre esses comentários inúteis que alguns fazem não precisamos nem perder tempo. Obrigado pelo post Sarah ^^

    ResponderExcluir
  4. Já disse diversas vezes como sou fã do Japão, logo, do povo japonês. Lembro que acordei de madrugada, e a primeira coisa que vi no Twitter era o que tinha acontecido. Já comecei a buscar informações, querer saber como estava, com medo de que algo acontecesse com o povo japonês. Ler de ti, como tudo aconteceu, é ainda pior, até porque, como Rah falou, os jornais brasileiros não mostravam tamanha dor vivida por vocês que moram na terra do sol nascente.

    Fico muito bom o post Sarah!!

    Ah, capaz que tu é de Mogi? Nunca imaginei que tu morasse tão perto daqui, quando tu estava no Brasil. ;o Moravamos pertinho então.

    ResponderExcluir
  5. Lembro que era bem cedo aqui quando vi na tv o que estava acontecendo no Japão, eu chorava só de ver as imagens nos noticiários, não imagino como é sentir na pele um tremor ainda mais desse enormes que demoram pra passar e quando passam destroem tudo casas vidas tudo some em um piscar de olhos .


    gostei do post , e infelizmente tem muitos sem noção por ai que fazem desse assunto uma piada.

    ResponderExcluir
  6. Oi Sarah, comentou muito bem essa terrível experiencia que ninguém gostaria de ter tido.
    Acompanhei a tragedia também pelo Canal do Leandro e o Yuji (ou melhor Hiro e Toloud)(http://www.youtube.com/user/aquipode)... muito triste.
    Não sou descendente do povo nipônico, mas gostaria muito de me mudar para o japão.
    Você e o Leandro formam um belo casal. Aparece mais no AquiPode... quem sabe não faz um vídeo com base no seu post "Escola Japonesa / Vestibular"
    Beijos, muita sorte e felicidades. ^_^

    ResponderExcluir
  7. Nossa, horrível isso, eu tinha acabado de chegar da escola quando minha mãe me disse que tinha acontecido um terremoto muito forte no Japão, fiquei confusa, pq um dia antes eu tinha visto que só tinha ameaçado, na hora liguei a tv na NHK e vi que era verdade, fiquei super assustada, e o "curioso" é que eu tinha dito pro meu pai que queria muito um dia conhecer Miyagi, da onde minha família se origina, uma pena isso. :(
    Ai credo!Imagina o desespero disso tudo! >_<

    ResponderExcluir
  8. Nesse triste dia para o Japão acordei para ir no banheiro e uma prima minha que estava na minha casa me disse: ae, você não gosta do Japão? Vai lá ajudar eles, tá tudo debaixo d´água. Na hora achei que estivesse me sacaneando, mas fiquei com aquilo na cabeça e fui ver no G1 o que estava acontecendo por lá e se estava acontecendo algo, aí me deparo com a cruel notícia de que o Japão tinha sido atingido pela terrível tsunami e pelo fortíssimo terremoto. Foram dias tristes os que vieram, pois cada vez mais o número de mortos crescia e a devastação se tornava mais aparente. Foi doloroso ver tantas pessoas sem casas, sem seus familiares, tantos animais perdidos e que perderam suas vidas também, cidades inteiras destruídas, cenário horrível.

    Mas acreditando na força de recuperação japonesa, pude ver um tempo depois que meus pensamentos sobre a recuperação do povo nipônico estavam certos e a nação japonesa começou a se reerguer, apesar de haver muita destruição e o problema nuclear ainda.

    Admiro também aqueles que deram suas vidas para combater o problema de Fukushima se expondo a altos níveis de radiação; heróis de verdade.

    Assim como todas pessoas que amam esse povo tão maravilhoso, torcemos para que a recuperação seja cada vez mais rápida e que cada vida perdida nessa tragédia seja sempre lembrada com carinho.



    ぼくたちは日本がだいすきだ!!!




    Ass: pK_-

    ResponderExcluir
  9. Que o terremoto foi terrível isso ninguém nega, mas o que eu acho mais impressionante é a forma como o povo japonês lidou com a situação. Por mais que exista algum "treinamento" para terremotos, ninguém está realmente preparado para lidar com algo tão devastador. Mas o que ví foi um povo super organizado, pessoas que não pensavam só em si mesmas. Em outros países teria sido um "cada um por sí".
    Nem consigo imaginar a aflição pela qual essa pessoas passaram.

    ResponderExcluir
  10. Conheço tua cidade!! kkkkk
    Já visitei varias vezes :p

    Esta ai uma coisa que não faço questão de vivenciar um dia. Terremoto.
    Não deve ter sido uma boa experiencia, muito legal tua materia sobre isso, pois acredito que isso seja comun ai ( não os grandes como este que vc falou)

    ResponderExcluir
  11. Konichiwa Sarah-chan! Boku wa Tulio desu, Yohoshi.
    Acho que assim que se escreve! Eu gosto mais de falar mesmo, é mais fácil pronunciar do que escrever ^^, desho ka.

    Eu vim aqui te pedir um favor, gostaria de saber como é que funciona a contagem de Yens?.
    Ex: quantos Yenes são 1 Real ??.
    Poderia fazer um post falando disso, gostaria muito de aprender, será que o valor varia igual do dolar para o real?

    Madakitane, Ogenki...
    Jaa ne desu yo!!!.

    ResponderExcluir
  12. Poxa, a sua descrição deixou bem claro do quão horrivel foi D:

    ResponderExcluir
  13. Simplesmente terrivel jamais pensei desse angulo, otimo post e queria dizer que vc é linda em XD abração!!!

    ResponderExcluir
  14. luisfelipef@hotmail.com29 de julho de 2011 15:29

    LOL vc é de Mogi Mirim? O____________O
    eu sou de Conchal \o/
    saodopsadpokdsaopkasdpkoa

    ResponderExcluir
  15. gente, eu so brasileiro e tals . mas eu queria saber como que eu consigo uma bolça pq realmente eu nao gosto do ensino brasileiro pq axo uma coisa mt ruim e sem cultara ''OBS:minha opniao'' queria saber como que eu faço pra conseguir uma bolça ou ser aluno de intercambio pq eu me intereço mt pela cultura oriental e tals ...
    caso alguem saiba me mande um email por favor
    gabriel_martins_galhote@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. nossa,sarah imagino tdo o q vcs passaram ai,eu acompanhei tudo o q passava sobre o japao,orei muito por todos voces e principalmente por todos aqueles que foram atingidos pelo desastre.

    ResponderExcluir
  17. Pior alguns americanos que acham que o terremoto no Japão foi o que os japoneses mereceram em troca de Pearl Harbor... WTF?! Duas bombas atômicas não foram o suficiente?!

    E o pior é que não são as pessoas que fazem guerras, e sim os seus governos, e naquela época o governo era outro e foi por causa dele que muitos cidadãos japoneses morreram, infelizmente as pessoas não sabem diferenciar uma coisa da outra.

    ResponderExcluir
  18. To lendo agora (15/04/2012) este post, e os comentarios, e em alguns, aquela velha sindrome de vira-lata de alguns brasileiros ai ai, abaixo coloco o link de uma materia bem legal, de uma escola POBRE, e escola POBRE no Brasil, e POBRE mesmo, que professores e alunos (a maior parte filhos de pais desempregados)contribuiram no puderam para as vitimas de um pais tao distante. esse e o verdadeiro espirito do povo brasileiro, nao e meia duzia de classe media que se acham ungidos pela mao divina,por nao terem nascido na cor negra ou parda. leiam ae, eu achei muito lindo.
    luis antonio
    http://pe360graus.globo.com/noticias/cidadania/solidariedade/2011/04/02/NWS,531334,25,288,NOTICIAS,766-ESTUDANTES-HUMILDES-BAIRRO-AGUAZINHA-DAO-LICAO-SOLIDARIEDADE-MUNDO.aspx

    ResponderExcluir
  19. hum... que coisa horrivel.. eu sempre penso a respeito dessas coisas quando começo a pensar"ah que vontade de morar no Japao!" mais em qual cidade voce mora sarah?

    ResponderExcluir