quarta-feira, 13 de julho de 2011

Postado às 11:43 por Sarah Fuidio em    26 comentários
Boa noite, pessoal :) Como vocês estão?

Hoje irei falar sobre escola japonesa, colegial, vestibular e faculdade.

Como vocês já sabem, cheguei no Japão em 2005, na época tinha 13 anos e não sabia falar NADA de japonês. Não sou descendente de japoneses, vim pelo trabalho de minha mãe, a qual foi convidada trabalhar em uma escola comunitária brasileira. Diferente de muitos brasileiros, minha mãe veio como especialista em causas humanitárias, por isso temos um visto especial, sou dependente dela. :)

Whatever, estudei um ano na escola brasileira e depois de um ano, prestei a prova em uma escola internacional, e passei. As escolas aqui, são divididas em três: SHOUGAKKOU, CHUUGAKKOU, KOUKOU.

Shougakkou- 1ª~6ª série.
Chuugakkou- 7ª~9ª série.
Koukou- Colegial.
Por sorte, minha escola era chuugakkou e koukou junto, por isso não precisei fazer outra prova para passar para o colegial, só um trabalho contando sobre minha vida.

Entrei (escolhendo repetir um ano para aprender o japonês) no final da 8ª série na escola e me formei na mesma. Se você se atrasa ou falta na aula, os professores ligam para sua casa, perguntando o motivo. Portanto, se você for faltar, TEM que avisar a escola, independente se for doença ou viagem. Você nunca, nunca poderá falar que não vai pra aula porque está cansado. MUITOS, MUITOS alunos dormem em aula; e o que é mais impressionante: os professores nem se preocupam em acordá-los.

Temos aulas normais, as únicas coisas que mudam são:
- Você pode escolher o que quer fazer na educação física: tênis, natação, baseball, futebol, vôlei, basquete, tênis de mesa, ioga, etc.. 
- Educação doméstica. Sim, todos aprendem a cozinhar e costurar.
- Escrita com pincel: Escrevemos em folhas enoooormes com pincel. Assim, aprendemos a importância da ordem dos traços e a beleza das letras japonesas.

As notas funcionam assim: participação, tarefas, provas. Pelo menos 60% da sua nota, é da prova geral. Aí que fica minha pergunta: e aquela pessoa que se esforça o trimestre inteiro, faz todas as tarefas, e vai mal na prova? E a resposta é: tira nota ruim. haha

BUKATSU: Na maioria das escolas (chuugakkou e koukou) é necessário fazer bukatsu. Bukatsu é alguma atividade extracurricular. Tem de tudo, desde culinária até voluntários para limpar a rua. Eu participava do tênis de mesa, culinária e artes.

Colegial: as saias ficam curtas, arubaito (bico) são permitidos (não em todas as escolas), e se pode tirar carta de moto. Os meninos ficam mais bobos e meninas começam a sair com vários que conheceram na internet. (Sites de relacionamento: MIXI, GREE, MOBAGE) Claro, generalizei, tem muita gente que é diferente (eu, no caso hahaha).

Bico: Se a escola permite que seus alunos trabalhem, praticamente todos o fazem. Quem não trabalha ou é rico, ou preguiçoso. Ganham por hora e só podem trabalhar até as 22:00. POR QUÊ ? A polícia para e leva para casa se achar menores de 20 anos depois desse horário na rua. Comigo nunca aconteceu, mas com meus amigos já, várias vezes. Chegaram a ligar na escola deles e falar que eles estavam às 23:00 na loja de conveniência.

VESTIBULAR: Com certeza, a pior parte da vida de qualquer estudante. Os professores vão fazer de tudo para te rebaixar. Vão botar pressão, falar que você não é capaz e que tem de melhorar. Dica: não os escute. 'Você não consegue, nem sua professora de japonês conseguiu. Escolas públicas são muito concorridas no Japão, você é estrangeira.'
Prestei para UMA escola, passei na primeira, e na segunda etapa. Esfreguei na cara de meu professor, o qual puxa meu saco até hoje.

FACULDADE: Muito, muito corrido. Trocentos trabalhos, provas por semana e diversas matérias, como em outras universidades. Você vai na aula se quiser, mas tem de arcar com as consequências. Já que poucos estrangeiros se arriscam a entrar em universidades públicas, somos em pequeno número lá.

Os bukatsu's mudam para SAAKURU, palavra que vem do inglês, circle. Saakuru seria uma atividade extracurricular que você vai quando tem vontade. Eu participo de três: futsal, voluntários internacionais, e mergulho :]

Mesmo sendo do curso de línguas estrangeiras, tenho aula de psicologia e sobre as leis que regem o Japão. Não me arrependo por ter repetido um ano no começo de meus estudos no Japão, foi por isso que cheguei onde estou agora.

No Japão fiz amizades inesquecíveis e criei laços e raízes. Não quero ficar para sempre aqui, mas espero aproveitar ao máximo tudo o que puder ;)


Espero que tenha dado para entender :*

AH! Última coisa: caso queiram saber sobre vistos e bolsas, procurem no site da embaixada. Infelizmente, não posso ajudar pois não tenho informações.

Beeeeeijo ;*

@sahlongatto

26 comentários:

  1. Muito interessante o post Sarah! A forma que é dividida os estudos, principalmente as 'partes' extras é bastante interessante. So na esperava que o 'toque de recolher' fosse tão rigido O.o

    Ainda acredito que um dia o Brasil vai ter algo parecido e tudo será diferente.

    ;*

    ResponderExcluir
  2. Tirou várias dúvidas Sarah, e como o @_ricbiazotto falou é bem rígido 'o toque de recolher' não?. Gostei de ficar sabendo um pouco mais de como é as escolas, e na parte de não ir pra escola .. aqui os professores nem ligam se você falta, mas se você dorme na aula .. iii, ae o bicho pega! HAHA, pelo menos na minha é assim. Ja mata ^^

    ResponderExcluir
  3. Nossa gostei desse post!!!bom saber sobres as escolas e universidades do japão!!!eu pesquisei muito hoje referente quanto paga por hora no japão!!e vi que é 750 yens que seria 14 reais mais uns quebrados mas as vezes tb dependo do lugar e onde vc trabalha!!!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, as diferenças em relação ao ensino brasileiro são MUITAS. :S Acho que uma das coisas que eu mais queria eram essas atividades extracurriculares. "Tá, mas aqui no Brasil, algumas escolas têm." Eu sei. Já fiz ballet, teatro e coral na escola, mas ainda assim é diferente. Vocês têm muito mais variedades por aí e que, pelo menos pra mim, chamam muito mais atenção e parece ser bem mais divertido. hahaha
    Queria ter aula de "educação doméstica"! =) Seria bom aprender a cozinhar, costurar etc desde pequena. Me sinto meio inútil por não saber direito/ser boa nisso até hoje. n_n" Quem sabe se tivesse aprendido desde cedo, eu tivesse mais talento hoje em dia. lol
    Enfim, adorei o post! =) E ri muito do seu professor por ter te menosprezado haha (Y)
    =***

    ResponderExcluir
  5. LEgal Sahh!! VocÊ dá um baita exemplo para aqueles, que acham IMPOSSÍVEL entrar num koukou e universidade por ser estrangeiro!
    Eu sempre penso, quem quer estudar mesmo, consegue estudar em qualquer lugar desse mundo. Parabens a sua vitória, e admiro muito!!!

    ResponderExcluir
  6. Muito exclarecedor! Principalmente pra quem quer estudar ou fazer algum curso no Japão.
    Muito bom o post!!!!

    Kanbaree Sarah!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. o que que acontece demais se for pego no toque ?

    ResponderExcluir
  8. Queria saber quanto tempo vc levou pra aprender o suficiente pra manter uma boa conversação, e se compensa pagar cursos de lingua tipo japones na winzard e se hé o suficiente para q eu possa ler meus mangás, ver filmes, doramas entre outras coisas sem precisar das lengendas, agradeço a atenção!!! @jpramazzotto

    ResponderExcluir
  9. Konbanwa, Sarah!

    Adoro suas postagens sobre o Japão "real" que vivemos! Nos animes e doramas tudo parece ser tão perfeito que os otakus de plantão vem pra cá buscando nada mais do que uma ilusão! É difícil encontrar relatos de estrangeiros que estudaram em escolas japonesas, sua postagem foi muito esclarecedora! Arigatou, né! Adoro temas escolares!

    Fiquei impressionada com algumas coisas que contou! Você praticamente aprendeu nihongo em um ano! QUE INVEJA! Sou uma vergonha, fiz 1 ano e meio de Kumon, estou há 2 anos no Japão e não consigo manter uma conversa com um japonês sem falar "sumimasen?" ou "hai?". Qual é a fórmula mágica para aprender tudo tão rápido!?!?

    Considero indispensáveis as aulas de "economia doméstica" que os estudantes têm nas escolas japonesas. Eles preparam o jovem para a vida real, querem que ele seja independente desde cedo. No Brasil, as crianças são mimadas desde sempre (por conta, principalmente, da violência), e quando abandonam o ninho, não sabem voar (sou um exemplo perfeito disso, dei sorte que meu marido sabe cozinhar, senão iria viver de comida de konbini ou Sukiya, hahaha). Até hoje fico impressionada quando vejo criancinhas de 7 ou 8 anos andando SOZINHAS nas ruas. Na minha visão ocidental, jamais vou achar isso normal!

    Aulas de shodo também são excelentes! É caligrafia, é arte, é treino de kanji, é diversão, tudo! Perfeito! Morro de vontade de fazer, só falta o tempo! *O*

    Acho essa pressão dos professores, de certa forma, saudável. Afinal, se eles falarem que está tudo bem para o aluno, ele não irá se esforçar de verdade. O problema acontece quando o aluno não consegue lidar com isso e se mata. Mas os professores não querem que os estudantes vivam num mundo de fantasias. O mundo real é cruel! Acho que foi o que aconteceu com você... você escutou tanto que não ia conseguir, que arranjou forças para que atingisse seu objetivo plenamente. E a melhor parte é esfregar na cara de todos aqueles que não acreditavam em você! HAUIAHUIAHAUHA

    Mas, Sarah, queria saber mais sobre como foi a sua experiência na escola japonesa. Como foram os primeiros dias? Como os colegas japoneses te viam? Sofreu ijime? Fez amigos? Tinha outros gaijins no colégio? Me interesso MUUUUUITO por esse tema!

    Enfim, adoro seu blog, Sarah! Adoro as aulinhas, os relatos, tudo, tudo! É uma honra ser parceira desse blog magnífico! :D

    ResponderExcluir
  10. Oi Sarah!
    Gostei muito deste post. Muito esclarecedor. Tenho um filho no koukou e não sabia que muitos dormiam na classe. Ao perguntar se ele já dormiu em aula, fiquei surpreso, pois a resposta foi: muitas vezes. A propósito: Em qual faculdade voce estudou?

    ResponderExcluir
  11. Fernando Matsui- hahahahah :P ta vendo? Hahaha
    Estudo na faculdade Estadual de Aichi :)

    ResponderExcluir
  12. Gostei bastante do artigo, obrigado :D
    Wow, adorava viver aí xD

    ResponderExcluir
  13. Parabens gostei do artigo e aproveite bastante todos os seus anos no japão.

    ResponderExcluir
  14. Mto legal!! sério, eu estudo num colégio chamado Leonardo da Vinci Alfa (tem o Beta) e o colégio é MTO PEQUENO, a gente usa as quadras de futebol da igreja do lado (sla pq eles tem quadras kk) um coisa q eu queria saber é: verdade que as escolas do japão são tipo, enormes??
    e como eu queria poder ter um bukatsu na minha escola e um uniforme mais bonito >< (a gente n tem nem lab de quimica¬¬)
    mas msm sem tudo isso a minha escola é uma das melhores da cidade. Planejo passar na URFGS e fazer pós graduação no Japão, vc acha que seria legal, e que mesmo com 20 epoucos anos á para se dar bem por aí?

    ResponderExcluir
  15. Se eu não for casado com uma japonesa e não for descendete consigo morar lá ?

    ResponderExcluir
  16. Fazia tempo que não visitava o site.
    Muito legal saber como a vida é aí no Japão, é muito diferente do que imaginamos. Na minha escola os professores geralmente não ligam se a gente dorme.

    Doumo Arigatou!

    ResponderExcluir
  17. gente, eu so brasileiro e tals . mas eu queria saber como que eu consigo uma bolça pq realmente eu nao gosto do ensino brasileiro pq axo uma coisa mt ruim e sem cultara ''OBS:minha opniao'' queria saber como que eu faço pra conseguir uma bolça ou ser aluno de intercambio pq eu me intereço mt pela cultura oriental e tals ...
    caso alguem saiba me mande um email por favor
    gabriel_martins_galhote@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. pow curti seu blog :)

    ResponderExcluir
  19. Muito bom saber um pouco de como funcionam as escolas ai no Japão,queria que aqui no Brasil fosse assim também,daria mais gosto de se estudar e as pessoas teriam mais oportunidades de crescimento,acho que deveriam ter várias escolas de nacionalidades diferentes espalhadas por ai pelo mundo,assim nós teriamos como escolher onde e como estudar em escolas ótimas,e não as escolas que temos hoje em dia.enfim isso aqui no Brasil é uma lastima infelizmente.

    ResponderExcluir
  20. Olá Sarah,uma amiga me indicou seu blog e amei!!!Adoro o Japão e espero poder ir aí um dia.Quero muito aprender a falar japones tbm,sei algumas coisas por acompanhar muitos mangás e animes e tbm ficar tentando fazer uns cursos na net.Nossa,então oque eles mostram nos mangás e animes(especialmente nos shoujo)é desse jeito mesmo,eu falo as escolas,que legal!!!
    Eu tenho uma curiosidade sobre o Japão que é sobre eles terem preconceito com estrangeiros,é verdade?Já aconteceu de vc sofrer preconceito em alguma ocasião?
    Um abraço,e continue a colocar coisas legais e interessante pros fanaticos como eu !!!!!
    Ahh,assisto todos os videos do aqui pode ^^!!!!!

    ResponderExcluir
  21. Muito bom o post, tomara que inspire outros a seguir os seus passos!

    Se possível escreva mais sobre as suas experiencias nas escolas japonesas quando der tempo!

    ResponderExcluir
  22. eu queria tanto que a educação brasileira fosse igual ao do Japão. acho incrível, principalmente em relação aos clubes.

    ResponderExcluir
  23. nossa toque de recolher aos 20 anos? kramba tou vendo q o Brasil eh beeeeeeeeeeem + liberal q o japão :D

    ResponderExcluir
  24. Se a pergunta n for invasiva , pq n quer ficar como estuda aqui desde pequena tem uma vida promissora . Tem metas Futuras no Brasil?

    ResponderExcluir
  25. Meu nome é ayumi, conheci o blog navegando no youtube e adorei, te admiro por conseguir manter o blog e ainda manter a faculdade.
    Eu nasci e estudei o shoukakkou no japao, e vim pra cá na 5ºsérie, penso muuito e realmente quero voltar pro japao, mas tenho medo de não conseguir acompanhar a escola. Tenho 15 anos, estaria no koukou ichinen nesse ano.
    Eu gostaria de saber se vc teve muitas dificuldades pra se adaptar a escola e se vc me aconselharia a continuar os estudos no japão.

    ResponderExcluir
  26. eu queria saber se a prova e bem dificil para quem esqueceu um pouco do japones para entra no kookoo?

    ResponderExcluir